728x90 AdSpace

Latest News
24 de mar de 2016

Preconceito no Ministério de Dança


O peso do corpo é impedimento para dançar? Existe preconceito nas equipes na igreja? Você já sofreu com algum comentário dizendo que "não tem jeito pra dança" ou que isso "não combina" com você?

Existe Preconceito na Igreja? No ministério da dança?


Gostaria de propor esta reflexão aos ministros de dança no Brasil. Você pode participar através dos comentários logo abaixo, com o Blogger ou Facebook. Participe! Colabore quantas vezes quiser, e pode também responder a outro comentário. Sua colaboração é muito importante! Você pode também compartilhar para que seus amigos do Facebook também participem..

Aguardo sua colaboração!

No Amor de Cristo,
Silmara Caetano
Silmara Caetano

Através do Blog Mover, encoraja e estimula ministérios de dança de todo o Brasil a oferecerem uma adoração com excelencia a Deus. Sirvo a Deus com coração, alma e entendimento. Tudo é por Ele e para Ele... Leia Mais sobre o autor

  • Blogger Comments
  • Facebook Comments

11 pessoas comentaram:

  1. Sou líder de coreografia na minha igreja sou gordinha,Danço pra Deus esse é meu lema . Amo a dança. A dança faz mi sentir ao lado do Senhor,etc....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paz Jhene! obrigada por participar! Realmente o que vejo é que o Senhor usa a cada um na medida em que cada um se dispõe, seja gordinho, seja magrinho, seja baixinho ou grandão, o que vale é o coração!! rsrsrs rimou! =D

      Excluir
  2. Boa noite,

    Estou em teste para assumir a liderança do grupo da igreja local.
    Acredito que a questão não é ser gordinho(a) e sim ser sedentário, por que uma coisa é ter umas gordurinhas localizadas ou as vezes um problema hormonal.
    Outra coisa completamente diferente é a pessoa ter convicção do seu chamado mas não se propor a ele e com isso eu quero dizer que ela não se preocupa com seu corpo, com sua alimentação, em fazer algum tipo de exercício ou atividades que estimulam o corpo.
    Bom.. acho que é isso, não basta ser chamados e ter vontade, precisamos nos inclinar a isso, assim como Paulo instruiu a Timóteo desenvolver o dom que havia sobre ele, temos que desenvolver o dom que Deus nos deu para servi-lo, no nosso caso a dança....

    acho que falei um pouco de mais (rsrsrsrs)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A PAz John! Obrigada pela sua contribuição =D
      Muuuito bem lembrado! Nosso corpo é templo do Espírito Santo, devemos ter cuidado com ele, nos alimentar direititinho, beber muita água.. normalmente a pessoa sedentária, além de não gostar de se mexer, não tem o cuidado necessário com a alimentação!
      PS. Aqui pode falar a vontade!! =D

      Excluir
  3. A paz do Senhor Jesus, queria compartilhar meu testemunho , a mais ou menos 4 anos atraz meu apostolo me colocou no ministério da dança da minha igreja, porem eu era acima do peso ( não sabia dançar) , eu entrei no ministério e fiquei um ano indo nos ensaios, nas orações, e não me deixavam dançar, uma vez no ensaio me falaram assim uma integrante:coloca outra pessoa para dançar pq a camila precisa emagrecer para dançar.. confesso que isso me machucou muito inumeras vezes quis desistir, sair do ministério,quase tive depressão,mais Deus nunca permitia eu abrir mão pois Ele tinha um proposito na minha vida , chegavam para o meu apostolo, minha bispa e a líder do meu ministério e falavam para me tirarem, pq eu não combinava com a dança , que eu não tinha nada a ver... depois de um ano comecei a dançar, mais por ser muito apontada eu fui fazendo relaxadamente,fui querendo desistir , e um dia meu apostolo deu falou para me tirarem da dança ( tudo tinha um proposito de Deus ) quando recebi a noticia fiquei super triste e vi que perdi muito tempo olhando o que falavam de mim ou deixavam de falar e orei ao Senhor e pedi mais uma chance ao Senhor, que Ele me desce a oportunidade de dançar só a ultima vez e falei que ia dar o meu melhor para Ele.. hoje eu estou no ministério novamente, tds os que se levantaram contra minha vida nenhuma deles estão mais, Deus me prometeu que eu iria perde peso , perdi quase 30 kilos, hoje estou firme e forte na presença do Senhor,pela misericordia de Deus , Ele me usa de uma forma trementa quando eu danço ( aprendi a adorar a Deus com minha dança ) .. DEUS cuida de mim todo instante, me honrou ... para quem ler esses testemunho mesmo que falam para vc sair do ministério por conta do seu peso , não saia da onde Deus te colocou por conta das pessoas , não faça isto pq se eu tivesse desistido la traz não estaria aqui edificando a fé do meu próximo, fica firme , não deixe ninguém sepultar seus sonhos, seu MINISTÉRIO pois a dança , foi algo que Deus nos presenteou para nós presentear a Ele , se Ele te escolheu faça o seu melhor , independente de peso , adore a DEUS, pode ter certeza que sua adoração vai mover o coração de Deus , não olhe para ninguém em seu ministério,na sua igreja, seja um testemunho vivo de que Deus não faz acepção de pessoas. Deus ama vc do jeito que vc é.espero que o testemunho tenha falado com cada um de vcs, fiquem todos na paz do nosso Senhor Jesus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Glórias a Deus por sua vida, Camila! Obrigada por compartilhar esta experiencia com a gente! Vc vai alcançar muitas vidas com esse testemunho! Obrigada!
      Não desista, não pare de crer, os sonhos de Deus jamais vão morrer... bjs!

      Excluir
  4. EU ACHO QUE QUE A PARTICIPACAO DE HOMENS NO MINISTERIO DE DANÇA TAMBEM ACONTESEN UM PRECONCEITO TAMBEM EU TEM UM AMIGO QUE SAIU DA IGREJA QUE ELE FRENQUENTAVA POR RECEBER ESSE PRECONCEITO

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anonimo, vc levantou uma séria situação que ocorre em quase 90% das igrejas que conheço... acontece mesmo.. e é muito triste... alguém mais já passou por isso?

      Excluir
    2. Também acho muito complicada essa questão, faço parte do ministério de dança ha anos e não há a participação de homens,que por muitas vezes em várias ministrações se fizeram necessários. O problema é que a nossa sociedade é criada com uma mentalidade pequena na qual um homem dançar com movimentos mais fluidos é considerado homossexual. Isso é ridículo, sou a favor de homens no ministério de adoração se estes foram chamados por Deus

      Excluir
  5. Boa tarde, meu nome é Marcia e dei início ao ministério de dança na minha igreja sozinha. Comecei muito gordinha mesmo. Entrei para o ballet e o jazz, mas percebi que apesar do meu grande desenvolvimento eu não poderia ir mais longe por causa do peso. Percebi que certos movimentos não são possíveis por causa do peso. Ninguém nunca me disse que eu estava gordinha para encarar esse ministério. A minha experiência com a dança é que tem me mostrado que quanto mais perto do meu peso correto, menos eu exijo dos meus joelhos, coluna etc. Sou uma pessoa que gosta de apresentar ao Senhor algo com excelência e é por isso que estudo para me aperfeiçoar.Tive muitos problemas de saúde por estar fora do meu peso ideal e querer dançar usando como base o ballet e o jazz.Quando decidi alinhar a dança que quero apresentar ao senhor com a perda de peso, senti o quanto foi libertador me sentir leve para fazer os movimentos com precisão.Não quero julgar ninguém, mas aprendi que para usar as técnicas de algumas danças, precisamos estar com o nosso corpo de acordo para que não soframos lesões como eu já sofri. Um grande beijo a todos que pertencem a esse ministério lindo e que o Senhor brilhe através de vocês.

    ResponderExcluir
  6. Paz, queridos no meu caso o preconceito é por ter iniciado como lider o ministerio de dança em minha igreja ao 28 anos, embora seja magra, que por varias vezes ja começou e acabou. Então comemoro 1 ano que completou com muitas dificuldades, e criticado por irmaos da igreja que não veem sentido da dança fazer parte dos cultos.Este blog tem me ajudado a enxergar que o senhor é fiel pra cumprir o que prometeu, a dança tem proposito sim.
    Comecei o jazz pra me ajudar

    ResponderExcluir

Compartilhe suas experiências ou deixe seu recadinho! Vou curtir de montão!

Item Reviewed: Preconceito no Ministério de Dança Rating: 5 Reviewed By: Silmara Caetano